Veterinária: muito além dos petshops e clínicas
Veterinária: muito além dos petshops e clínicas
Posted by

Veterinária: muito além dos petshops e clínicas

 

O ramo de atuação é amplo. Também é extremamente importante para a vida dos animais e também dos seres humanos. A atividade de medicina veterinária vai muito além de cuidar de cães e gatos em petshops.

Maessa Fernanda Soares é veterinária e atua em uma distribuidora de medicamentos para animais e xampus contra pulgas. Faz a promoção desses medicamentos. “Sou responsável por encaminhar esses produtos aos petshops. Essa é a parte comercial da profissão”, conta. Diz trabalhar em quatro canis, os quais visita uma vez por semana. Atua também em emergências, incluindo finais de semana.

Para Maessa, o mercado está crescendo porque as pessoas estão optando por ter mais cachorros e os pets estão se especializando cada vez mais com procedimentos cada vez mais modernos.

Somando todas as atividades, a veterinária tem uma remuneração de cerca de R$ 7 mil por mês. Para ele, falta reconhecimento da profissão e união da categoria. Também as pessoas têm que entender dos riscos de elas mesmas medicarem ou fazerem procedimentos nos seus animais. “Quando eu vou fazer o atendimento, umas quatro ou cinco pessoas que não são capacitadas no assunto já deram seus palpites”.

Pluralidade

A coordenadora do curso de Medicina Veterinária, Adriana Wanderley Pinho Pessoa, ressalta que a profissão é muito abrangente. “Pode atuar na área de zootecnia, utilizando todas as metodologias e técnicas para criar animais de produção como vacas, carneiro e aves, por exemplo”.

Ela ressalta que, quando o aluno entra no curso, geralmente já tem uma simpatia pelos animais. Mas depois, dentro do curso, descobre várias possibilidades para atuar na área. Diz que Fortaleza tem uma rede muito vasta de petshops e clinicas veterinárias.

Até a metade do curso, que dura cinco anos, são dadas as disciplina básicas, os fundamentos teóricos que vão dar suporte para as áreas práticas. Os componentes práticos são dados com maior volume mais para o final do curso. “A partir do sétimo semestre, a pessoa tem disciplinas com mais contato com o animal, além do início de técnicas cirúrgicas.” Em termos de concurso público, as oportunidades são pouquíssimas.

RAIO X DA PROFISSÃO

Atuação

Clínicas particulares; fazendas; zoológicos; hípicas; instituições militares e policiais; setor público e instituições de preservação das espécies. Atua em concursos e exposições de animais e também na saúde pública. Pode trabalhar na supervisão de abate de animais em matadouros; inspeção de produtos de origem; pesquisas na área de saúde; ressocialização de espécies em perigo; dirige e fiscaliza instituições de ensino de veterinária; dirige hospitais veterinários.

Atribuição

Responsáveis por estudar e cuidar da saúde dos animais – silvestres, de estimação, de rebanhos para abate, de tradição esportiva, de zoológicos ou de laboratórios. Atuam em três campos principais: medicina e cirurgia dos animais, produção animal – criação e melhoramento das raças de animais domésticos – e saúde pública, defendendo a população contra as doenças transmitidas por animais e controlando a qualidade dos produtos alimentícios de origem animal. Podem especializar-se em diversas áreas, incluindo o controle de doenças genéticas e reprodução animal, fisiopatologia, ortopedia, dermatologia, odontologia e oftalmologia de animais.

Média salarial

De R$ 2 mil a R$ 7 mil

Tempo de formação

Graduação de cinco anos

 

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/empregosecarreiras/2015/04/11/notempregosecarreiras,3420968/muito-alem-dos-petshops-e-clinicas.shtml

Comments

comments

0 Comentários desativados em Veterinária: muito além dos petshops e clínicas 803 22 março, 2016 Gestão Veterinária março 22, 2016
Avatar

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Search