Não foque só no preço, pense em criar valor no seu Pet Shop
Não foque só no preço, pense em criar valor no seu Pet Shop
Posted by

Não foque só no preço, pense em criar valor no seu Pet Shop

 

Zimerman criou o Pet Center Marginal, atual Petz, em 2002 sem imaginar que um dia teria planos para faturar R$ 400 mi.

A chegada da Petz, antigo Pet Center Marginal, a uma região causa grande impacto no local e resulta em três situações para os pequenos empresários ao redor. O pet shop fecha antes mesmo da abertura da mega loja, o empreendedor começa a reduzir o preço e deteriorar o negócio ou busca um diferencial e, em muitos casos, até melhora seu desempenho. “Você não pode controlar se o seu concorrente vai abrir do lado ou não, mas você pode controlar o que você faz. Para criar um negócio, esqueça preço, você precisa pensar em uma palavra: valor”, afirma o fundador da rede, Sergio Zimerman.

Para o empresário, abrir um negócio e colocar o preço mais barato pode parecer a melhor coisa a fazer, mas isso se a estratégia for ‘combinada’ com as outras lojas. “Se eles deixarem você ficar mais barato, você vai ganhar clientes. Mas na prática, a gente sabe que não funciona assim. Vira uma competição de quem passa mais tempo debaixo d’água e quem tem mais fôlego sobrevive”, analisa.

A dica é fruto da experiência empreendedora de Zimerman, que não começou a atuar no segmento onde obteve destaque. O empresário, que estudava edificações na escola técnica aos 18 anos, fazia estágio durante o dia e estudava à noite. Sobrava o fim de semana para namorar. Ou nem isso, afinal, a então namorada e atual mulher, Helena, fazia animações de festas aos sábados e domingos.

“Um dia o carro da empresa quebrou e levei a Helena para a festa. Ela recebia algo em torno de R$ 100 nos valores de hoje e a empresa cobrava R$ 1 mil. Isso chamou minha atenção e ficou registrado”, disse.

Algumas semanas depois, Zimerman teve o Fusca roubado e logo lembrou da cena da mulher animando festas quando recebeu o cheque do seguro. “Fiz a proposta para ela comprar uma roupa de palhaço para mim e uma de Emilia para ela e o que sobrasse a gente gastaria em marketing. Algumas semanas depois eu já estava contratando gente por R$ 100”, contou. Foi assim que nasceu a Estrelinha Show. Essa história e outras foram compartilhada durante o Encontro PME com pequenos empresários e interessados no tema. Confira a seguir os principais trechos.

Início
O Pet Center Marginal foi aberto em 2002 sem grandes pretensões. O nome foi escolhido simplesmente porque não existia verba para fazer a divulgação. A solução foi criar uma referência sobre o que era o negócio e onde ele estava localizado. O plano de expansão atual, abrir 100 lojas em cinco anos, nem sequer passava pela cabeça do empresário. E Zimerman conta que o próprio nome já denunciava isso. “Vinha de uma empresa que tinha quebrado e já dava graças a Deus se conseguisse emplacar uma loja. Não tinha nenhuma pretensão adicional, que só começou a surgir depois de uns dois anos”, conta.

O pet shop, aberto em um sábado, foi um fracasso de vendas e o mesmo ocorreu no domingo. Foi então que ele resolveu investir em anúncios na televisão com a seguinte mensagem: ‘não precisa comprar, venha passear’. “Contratei um tigre, que era do Gilberto Miranda, para ficar andando na loja. Comecei a pendurar melancia no pescoço para chamar a atenção. No início tem de ter muito desprendimento, acreditar muito e gastar dinheiro em marketing.”

Inovações
Funcionamento 24 horas, centro de estética envidraçado, adoção de animas nas lojas e entrada de jogadores do time do São Paulo em campo conduzindo cachorros foram algumas das inovações da Petz citadas pelo empresário. O primeiro caso ocorreu logo no início, quando a loja abria das 9h às 21h, mas toda vez que o funcionário fechava o portão se deparava com alguém buzinando para entrar no local.

Foi convocada, então, uma reunião para discutir a alteração no horário. Começou com 22h, igual aos shoppings, e chegou às 23h, para aproveitar quem saía desses centros de compras. Mas o empresário questionou: ‘por que não 24 horas?’ “A consultora falou: esquece, está maluco? Não tem em nenhum lugar do mundo.” A frase, entretanto, reforçou a estratégia. “Olha que oportunidade ímpar tínhamos na mão de criar uma coisa nova. Achei que depois de três meses alguém ia fazer e anular esse diferencial. Só que se passaram 12 anos e até hoje ninguém fez.”

Cenário econômico
O empresário recorda que há dois anos a empresa tinha dificuldade para contratar e conseguir pontos comerciais, disputados com concessionárias de automóveis. “O grande dilema que a gente tinha era como abrir 100 lojas se não conseguia achar ponto de instalação e, quando achava, o preço não fechava a conta. Aí a gente pediu um pouquinho de crise, só que o pouquinho virou poucão”, brincou o empreendedor.

Hoje, a situação em relação à mão de obra é mais “tranquila” e os pontos comerciais estão mais baratos. “A única coisa que está faltando na equação é o consumidor. Só que nossa empresa tem um projeto de longo prazo.” Para Zimerman, esse é o momento para fincar bandeiras em áreas que seriam difíceis em uma situação “normal”. “No curto prazo a gente vai sofrer mais, mas a crise passa e, na hora que voltar, estaremos melhor posicionados.”

O empresário fez questão de afirmar aos participantes que suas estratégias, na teoria, parecem muito bacanas, por isso, ele ressaltou a importância do fator prático na condução dos negócios. “Não adianta fazer isso se não tem dinheiro de curto prazo para passar a turbulência. Quando optamos por fechar um negócio com um fundo já estávamos no limite da capacidade de crescer por conta própria”, disse Zimerman, que vendeu parte do negócio para o Warburg Pincus, em 2013.

Mercado pet
O empresário ainda identificou uma mudança drástica. Se antes o cliente comprava cinco roupinhas para o cachorro, agora, compra duas. Por outro lado, comida e medicamentos seguem crescendo. “O setor pet não é imune à crise, é resiliente porque tem pilares fortes.”

Fonte: http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,nao-foque-so-no-preco-pense-em-criar-valor,6135,0.htm

Comments

comments

0 Comentários desativados em Não foque só no preço, pense em criar valor no seu Pet Shop 1020 01 dezembro, 2015 Gestão de Pet Shops dezembro 1, 2015
Avatar

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Search